Bolsonaro fez Brasil passar vergonha inédita ao bater continência, diz Boulos

O coordenador do MTST, Guilherme Boulos, usou sua conta no Twitter para criticar o comportamento servil do presidente eleito da República, Jair Bolsonaro; "Ao encontrar esta manhã John Bolton, assessor de Donald Trump, Bolsonaro prestou continência ao norte-americano, de acordo com jornalistas que acompanharam a reunião; uma vergonha, uma subserviência inaceitável e inédita! Brasil acima de tudo?", condena Boulos

Bolsonaro fez Brasil passar vergonha inédita ao bater continência, diz Boulos
Bolsonaro fez Brasil passar vergonha inédita ao bater continência, diz Boulos (Foto: Mídia NINJA)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O coordenador do MTST, Guilherme Boulos, usou sua conta no Twitter para criticar o comportamento servil do presidente eleito da República, Jair Bolsonaro. Na manhã desta quinta (29), ele provou que governa para servir a interesses dos Estados Unidos e não do povo brasileiro. Bateu continência para o assessor de segurança de Donald Trump, John Bolton, ao recebê-lo em sua casa no Rio de Janeiro.

"Ao encontrar esta manhã John Bolton, assessor de Donald Trump, Bolsonaro prestou continência ao norte-americano, de acordo com jornalistas que acompanharam a reunião. Uma vergonha, uma subserviência inaceitável e inédita! Brasil acima de tudo?", condena Boulos. 

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247