Bolsonaro lava as mãos em relação a Temer: 'Cada um responda pelos seus atos'

Ex-aliado de Michel Temer, o presidente Jair Bolsonaro, que aprofunda a agenda neoliberal do golpe de 2016, diz que "cada um responda pelos seus atos", ao comentar a prisão do ex-presidente; ele disse ainda que "a Justiça nasceu para todos" e que a prisão de Temer é consequência acordo para manter a governabilidade

Bolsonaro lava as mãos em relação a Temer: 'Cada um responda pelos seus atos'
Bolsonaro lava as mãos em relação a Temer: 'Cada um responda pelos seus atos'

247 - Ao desembarcar em Santiago, no Chile, onde participará de uma cúpula de chefes de Estado para discutir a criação do Prosul - um organismo de integração regional promovido por Chile e Colômbia -, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) comentou a prisão de Michel Temer.

Em meio a especulações de troca de cargos e emendas para a aprovação da reforma da Previdência, Bolsonaro disse que a prisão de Temer foi consequência "de acordos políticos em nome da governabilidade".

"A governabilidade não se faz com esse tipo de acordo, a meu entender. Você faz nomeando pessoas sérias e competentes para integrar o seu governo, foi assim que eu fiz no meu governo. Sem acordo político, respeitando a Câmara e o Senado brasileiros", justificou Bolsonaro. A informação é do jornal O Globo.

Ele ainda repetiu o discurso adotado por boa parte de lideranças da direita de que "a Justiça nasceu para todos".

"Que cada um responda pelos seus atos, a Justiça nasceu para todos", declarou.

Michel Temer foi preso nesta quinta-feira (21). O Coaf, órgão da Receita que apontou as movimentações financeiras do ex-assessor do clã Bolsonaro, detectou tentativa de depósito de R$ 20 milhões em espécie para operador de Temer, segundo apontou a Lava Jato do Rio de Janeiro.

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247