Bolsonaro mantém missão de 'ajuda humanitária' à Venezuela mesmo com fronteira fechada

Segundo o porta-voz Otávio Rêgo Barros, o governo brasileiro não identifica até o momento "possibilidade de fricção" na fronteira e mantém o planejamento de levar mantimentos e medicamentos até Pacaraima; "O planejamento por parte do governo brasileiro permanece o mesmo, se houver a disponibilidade de meios e motoristas por parte dos venezuelanos", acrescentando que o plano do governo vai apenas até a fronteira 

Bolsonaro mantém missão de 'ajuda humanitária' à Venezuela mesmo com fronteira fechada
Bolsonaro mantém missão de 'ajuda humanitária' à Venezuela mesmo com fronteira fechada

BRASÍLIA (Reuters) - O governo brasileiro mantém a operação de levar ajuda humanitária até a fronteira do Brasil com a Venezuela, em Roraima, apesar da decisão do governo de Nicolás Maduro de fechar a fronteira nesta quinta-feira a partir das 21h (horário de BSB), disse o porta-voz a Presidência, general Otávio Rêgo Barros.

Segundo o porta-voz, o governo brasileiro não identifica até o momento "possibilidade de fricção" na fronteira e mantém o planejamento de levar mantimentos e medicamentos até Pacaraima.

"O planejamento por parte do governo brasileiro permanece o mesmo, se houver a disponibilidade de meios e motoristas por parte dos venezuelanos", acrescentando que o plano do governo vai apenas até a fronteira.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247