Bolsonaro pode colocar tropas do Brasil em risco no Líbano

"Jair Bolsonaro afirmou que pode seguir a Argentina e o Paraguai e designar o Hezbollah como terrorista", destaca o jornalista Guga Chacra em sua coluna no jornal O Globo. "Antes de designar o Hezbollah como terrorista, Bolsonaro deveria ver qual o impacto para as forças brasileiras da Unifil (forças de paz da ONU para o Sul do Líbano)", afirma

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - "Jair Bolsonaro afirmou que pode seguir a Argentina e o Paraguai e designar o Hezbollah como terrorista", destaca o jornalista Guga Chacra em sua coluna no jornal O Globo.

"Gostaria apenas de lembrar que, antes de designar o Hezbollah como terrorista, Bolsonaro deveria ver qual o impacto para as forças brasileiras da Unifil (forças de paz da ONU para o Sul do Líbano). Não há paraguaios e argentinos atuando militarmente na área. Mas há brasileiros. Nesta região libanesa, existe presença aberta do Hezbollah, que inclusive administra muitas cidades", afirma o colunista.



O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email