'Bolsonaro precisa focar no interesse nacional, não do de outros países', diz Alckmin

Ex-governador Geraldo Alckmin (PSDB-SP) criticou a política externa do governo Jair Bolsonaro, que vem demonstrando sinais cada vez maiores de um alinhamento imediato aos interesses dos Estados Unidos.;"Eu torço pelo governo, torço pelo Brasil. Mas é preciso ter foco no interesse nacional, não no de outros países. Você não pode brigar com a China, um dos maiores parceiros comerciais. Não faz sentido", afirmou; crítica foi feita nesta segunda-feira (18), quando o presidente Jair Bolsonaro está em viagem pelos EUA

'Bolsonaro precisa focar no interesse nacional, não do de outros países', diz Alckmin
'Bolsonaro precisa focar no interesse nacional, não do de outros países', diz Alckmin
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O ex-governador Geraldo Alckmin (PSDB-SP) criticou a política externa do governo Jair Bolsonaro, que vem demonstrando sinais cada vez maiores de um alinhamento imediato aos interesses dos Estados Unidos. "Eu torço pelo governo, torço pelo Brasil. Mas é preciso ter foco no interesse nacional, não no de outros países. Você não pode brigar com a China, um dos maiores parceiros comerciais. Não faz sentido", afirmou Alckmin. Crítica foi feita nesta segunda-feira (18), quando o presidente Jair Bolsonaro está em viagem pelos EUA visando uma maior aproximação com o país norte-americano.

Ainda segundo ele, Bols0naro e os membros do seu governo precisam reduzir o sectarismo aprender a lidar com as críticas. "Não pode viver radicalismo do 'nós contra eles'. Isso faz lembrar o PT, só que às avessas", disse. "A crítica constrói, aperfeiçoa, evita erros", completou. O tucano, que é presidente nacional do PSDB, também destacou que a legenda não irá participar do governo Bolsonaro, mas que a postura dos parlamentares será a de "ajudar o Brasil" em pontos específicos, como na aprovação da reforma da Previdência.

 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email