Bolsonaro quer recuperar popularidade com agenda de inaugurações e programa social

Para reverter a queda na popularidade resultante das investigações contra aliados, pelo caso Queiroz e pela falta de ações de enfrentamento à pandemia, Jair Bolsonaro prepara uma série de inaugurações de obras, além de querer tornar permanente o futuro programa Renda Brasil

Jair Bolsonaro posa para fotografia no canal do Rio São Francisco
Jair Bolsonaro posa para fotografia no canal do Rio São Francisco (Foto: Isac Nóbrega/PR)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Com a aprovação em queda devido aos avanços das investigações contra aliados, pelo caso Queiroz e pela falta de ações de enfrentamento à pandemia do novo coronavírus, Jair Bolsonaro quer turbinar a popularidade do governo com uma agenda pública de inaugurações, além de tornar permanente o programa Renda Brasil, voltado para as classes sociais mais pobres e que ainda está sendo elaborado, em uma ação permanente. 

Nesta linha, uma das primeiras ações de Bolsonaro foi realizada na semana passada, quando ele viajou para o Ceará para inaugurar um trecho da transposição do Rio São Francisco. Segundo reportagem do jornal O Globo, o roteiro da agenda de Bolsonaro fora de Brasília está sendo elaborado pelos ministros da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, e da Agricultura, Tereza Cristina.

Já a criação do Renda Brasil, uma nova roupagem do Bolsa Família, que foi criado durante os governos do PT, que se somaria ao seguro-defeso e ao abono salarial, ainda está sendo discutida internamente pelo governo e com partidos aliados, incluindo os que integram o chamado centrão. 

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247