Bolsonaro tenta cultivar nova imagem e evita ataques no Twitter

Jair Bolsonaro está tentando cultivar nova imagem ao adotar um tom diferente nas redes sociais. Desde a prisão de Queiroz, Bolsonaro diminuiu os tuítes agressivos contra adversários e a imprensa

Jair Bolsonaro
Jair Bolsonaro (Foto: Isac Nóbrega/PR)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O novo tom adotado por Jair Bolsonaro há quase um mês se refletiu também no Twitter, sua rede social preferida para anúncios e pronunciamentos. 

O jornalista Rodrigo de Souza destaca no Globo que já há  25 dias Bolsonaro não ataca opositores em seu perfil, o que caracteriza uma mudança significativa na sua estratégia de comunicação, sempre marcada por ofensas a adversários e pela incitação de sua militância mais radical.

Levantamento feito pelo jornal apontou que, desde a prisão de Fabrício Queiroz, ex-assessor de Flávio Bolsonaro envolvido no escândalo das rachadinhas, os ataques à oposição e o estímulo à militância mais radical praticamente desapareceram do Twitter de Jair Bolsonaro.

De acordo com o jornal, nos 23 dias anteriores à prisão de Queiroz, Bolsonaro fez dez tuítes de ataques a adversários. Nos 23 dias posteriores, nenhum. No período anterior a 17 de junho, véspera da prisão de Queiroz, Bolsonaro publicou 12 tuítes de crítica à imprensa e outros nove de crítica a opositores ou a instituições. A partir do dia 18, nenhuma publicação desses dois tipos foi registrada no perfil.

Outra mudança sensível foi o sumiço de tuítes que reforçavam a agenda ideológica do governo. No período anterior à prisão de Queiroz, foram 27 posts desse tipo. No período posterior, não houve registro de tuítes dessa categoria.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email