Bolsonaro vai adotar fisiologismo para agradar à 'velha política'

Em total contradição com o discurso demagógico de que faria um governo sem concessões à "velha política", o presidente de extrema direita, Jair Bolsonaro, autorizou seu núcleo político a atender reivindicações de parlamentares em troca de votos favoráveis à reforma da Previdência

Bolsonaro vai adotar fisiologismo para agradar à  'velha política'
Bolsonaro vai adotar fisiologismo para agradar à 'velha política' (Foto: LUIS MACEDO)

247 - Em total contradição com o discurso demagógico de que faria um governo sem concessões à "velha política", o presidente de extrema direita, Jair Bolsonaro, autorizou seu núcleo político a atender reivindicações de parlamentares em troca de votos favoráveis à reforma da Previdência.

A coluna Painel do jornal Folha de S.Paulo informa neste domingo (5) que o governo de Bolsonaro vai ceder a reivindicações de parlamentares quanto à realização de mudanças na estrutura dos ministérios.

De acordo com a coluna, a Funai deve retornar ao Ministério da Justiça e o registro sindical sairá da alçada de Sérgio Moro e passará à responsabilidade do Ministério da Economia.

Outra reivindicação que o governo estaria disposto a atender de imediato é a recriação do Conselho de Segurança Alimentar e o recuo no monitoramento de ONGs.

Mas o governo ainda não se decidiu sobre a transferência do Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras) das mãos do Ministério da Justiça para o da Economia. Deixaria o tema para deliberação do Legislativo, informa a coluna .

Conheça a TV 247

Mais de Brasil

Ao vivo na TV 247 Youtube 247