Bolsonaro vai tentar limpar a barra com nordestinos inaugurando obra na Bahia

O presidente Jair Bolsonaro, que agrediu o povo nordestino utilizando pejorativamente o termo "paraíbas" e afirmando que vai discriminar política e administrativamente governadores da região,, vai tentar suavizar a reação política que sua fala preconceituosa provocou, participando da inauguração de um aeroporto na Bahia, na próxima terça-feira (23)

Brasília - Presidente da República, Jair Bolsonaro, durante café da manhã com Jornalistas.
Brasília - Presidente da República, Jair Bolsonaro, durante café da manhã com Jornalistas. (Foto: Marcos Correa/PR)

O presidente Jair Bolsonaro, que na semana passada agrediu o povo nordestino utilizando pejorativamente o termo "paraíbas" e afirmando que vai discriminar política e administrativamente governadores da região, nomeadamente Flávio Dino (PCdoB), do Maranhão, vai tentar suavizar a reação política que sua fala preconceituosa provocou, participando da inauguração de um aeroporto na Bahia, na próxima terça-feira (23). 

A informação é da coluna Painel da Folha de S.Paulo. O mais estranho é que Bolsonaro conta para essa empreitada com a ajuda do governador Rui Costa, do PT, que o convidou a participar  da inauguração do aeroporto de Vitória da Conquista.   

O que seria originalmente uma festa fechada para 300 pessoas, agora poderá se transformar num ato político mais amplo, com uma fala do próprio presidente e de seus seguidores de extrema-direita.   

A atitude de Costa despertou polêmica interna no PT, não apenas na Bahia mas em nível nacional. O líder de uma das correntes petistas, Valter Pomar, candidato à presidência da sigla pela tendência Articulação de Esquerda, publicou nas redes sociais  críticas ao governador baiano, dizendo que ele segue a mesma trilha de antigos governadores petistas que acabaram compondo-se politicamente com adversários do partido, como Vito Buaiz do Espírito Santo e Cristóvam Buarque, do Distrito Federal.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247