Bolsonaro vai tirar policiais das ruas para colocar em escolas militares

Decreto assinado pelo presidente Jair Bolsonaro publicado nesta quinta-feira (25) no DOU, autoriza que policiais militares e bombeiros da ativa possam atuar em unidades de ensino cívico-militares, visando impulsionar o ensino militarizado, uma das bandeiras de campanha de Bolsonaro

(Foto: Isac Nóbrega/PR)

Revista Fórum - Em decreto assinado pelo presidente Jair Bolsonaro publicado nesta quinta-feira (25) no Diário Oficial da União(DOU), policiais militares e bombeiros da ativa estão autorizados a atuarem em unidades de ensino cívico-militares.

A medida, que tem como objetivo impulsionar o ensino militarizado, uma das bandeiras de campanha de Bolsonaro, agora permitir tirar militares que atuam na segurança das ruas para colocá-los nas escolas. Conforme anunciado pelo MEC no dia 11 de julho, o governo pretende criar 108 novas escolas cívico-militares até 2023, 27 por ano.

Nesse modelo proposto, a gestão é compartilhada entre civis e militares, que atuam principalmente no papel de tutores. No decreto, o presidente permite que militares da ativa atuem na gestão de escolas públicas estaduais, distritais e municipais, abrindo caminho para o projeto.

Leia a íntegra na revista Fórum

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247