Boulos critica FMI: para essa turma, a democracia atrapalha a economia

"O FMI veio a público para dizer que as eleições podem prejudicar o crescimento econômico do Brasil. Para essa turma, a democracia atrapalha a economia. Para nós, é uma economia que só serve ao 1% mais rico que sequestra nossa democracia e nosso futuro", afirmou o presidenciável do Psol

Boulos critica FMI: para essa turma, a democracia atrapalha a economia
Boulos critica FMI: para essa turma, a democracia atrapalha a economia (Foto: Sul 21)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O candidato do Psol à presidência da República, Guilherme Boulos, criticou o Fundo Monetário Internacional (FMI), que vê a incerteza quanto ao resultado das eleição como prejudicial ao crescimento econômico.

"O FMI veio a público para dizer que as eleições podem prejudicar o crescimento econômico do Brasil. Para essa turma, a democracia atrapalha a economia. Para nós, é uma economia que só serve ao 1% mais rico que sequestra nossa democracia e nosso futuro", disse Boulos no Twitter.

Em análise sobre a economia na América Latina, o órgão afirmou que "a inflação diminuiu para mínimos recordes e se prevê que aumente para o ponto médio da meta, em 2019". O relato foi publicado no Valor.

A instituição manteve a projeção de crescimento para menos de 2% este ano. "O crescimento do PIB para 2018 foi revisado para 1,8% devido às condições globais mais apertadas e à recente greve dos caminhoneiros", advertiu o Fundo.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247