Boulos critica Fux: ajuste no olho dos outros é refresco

O coordenador nacional do MTST, Guilherme Boulos, criticou o ministro do STF Luiz Fux, que, em artigo publicado no jornal Folha de S.Paulo, defendeu a proposta de Reforma da Previdência ressaltando a necessidade de "equilíbrio das contas públicas"; "Foi o ministro do STF que autorizou auxílio-moradia para todos os juízes até aumentar seus salários para R$ 40 mil. Ajuste no olho dos outros é refresco!", disse o ativista

Boulos critica Fux: ajuste no olho dos outros é refresco
Boulos critica Fux: ajuste no olho dos outros é refresco (Foto: Esq.: Divulgação / Dir.: Marcelo Camargo - ABR)

247 - O coordenador nacional do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST), Guilherme Boulos, criticou o ministro do Supremo Tribunal Federal Luiz Fux, que, em artigo publicado no jornal Folha de S.Paulo, defendeu a proposta de Reforma da Previdência ressaltando a necessidade de "equilíbrio das contas públicas".

"Em artigo sobre Previdência, Fux defende 'equilíbrio das contas públicas' e 'não criar privilégios não universalizáveis'. Foi o ministro do STF que autorizou auxílio-moradia para todos os juízes até aumentar seus salários para R$ 40 mil. Ajuste no olho dos outros é refresco!", disse o ativista no Twitter.

No texto, Fux disse que "o equilíbrio das contas púbicas depende da atuação conjunta dos três Poderes. O Executivo deve organizar a política previdenciária, imprimir maior eficiência à gestão e, eventualmente, propor alterações legislativas para reorganizar as finanças em face de projeções etárias, déficits orçamentários e etc".

De acordo com o ministro, o intuito "é o de promover decisões judiciais responsivas aos problemas presentes na realidade social sem, no entanto, 'drenar recursos escassos e criar privilégios não universalizáveis'".

Fux revogou o auxílio-moradia em novembro, após o Senado aprovar o aumento de 16% no salários dos ministro do STF (R$ 33,7 mil para R$ 39,2).

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247