Boulos: general critica quem vê democracia em risco, mas defende AI-5

O coordenador do MTST, Guilherme Boulos, usou as redes sociais para rechaçar uma declaração do futuro ministro da Secretaria de Governo, o general Carlos Alberto Santos Cruz, que saiu em defesa do Ato Institucional Número 5; "Curioso é que o General critica quem vê hoje um risco à democracia. Chama de 'bobagem imensa'. Defende o AI-5 e acha ruim quando nos preocupamos com o futuro da democracia brasileira", critica, classificando a declaração do general como "preocupante" 

Boulos: general critica quem vê democracia em risco, mas defende AI-5
Boulos: general critica quem vê democracia em risco, mas defende AI-5

247 - O coordenador do Movimento dos Trabalhadores sem Teto (MTST), Guilherme Boulos, usou as redes sociais para rechaçar o comentário do futuro ministro da Secretaria de Governo, o general Carlos Alberto Santos Cruz, que saiu em defesa do Ato Institucional Número 5. 

Em entrevista ao Poder 360, Cruz defendeu que o ato deveria ter sido implementado já no início do golpe. "Por que não fez em 64, então logo? Deu a largada já, dentro daquela máxima do Maquiavel: já faz a maldade logo, agora". Preocupante.

Boulos classifica a declaração do general como "preocupante" e destaca: Não é demais lembrar que o AI-5 fechou o Congresso, acabou com habeas corpus para "crimes políticos", censurou a imprensa e iniciou uma cruzada de perseguição, torturas e assassinatos a opositores do governo".

"Curioso é que, na mesma entrevista, o General critica quem vê hoje um risco à democracia. Chama de "bobagem imensa". Defende o AI-5, recorre à máxima maquiavélica de que o mal deve ser feito de uma vez... E acha ruim quando nos preocupamos com o futuro da democracia brasileira", critica o líder do MTST.

Conheça a TV 247

Mais de Brasil

Ao vivo na TV 247 Youtube 247