Boulos: por muito menos, Lula foi conduzido coercitivamente e Dilma destituída

“Nenhum depoimento até então apontou a presidente como recebedora de propinas. Já Temer, em apenas um mês de governo, tem o nome diretamente ligado ao esquema. O ambiente é de corrosão”, diz o líder do MTST, Guilherme Boulos; “não custa lembrar que por muito menos que isso, Lula foi conduzido coercitivamente pela Polícia Federal. E Dilma –sob o fraco pretexto das pedaladas– destituída da Presidência da República mediante um golpe parlamentar”

“Nenhum depoimento até então apontou a presidente como recebedora de propinas. Já Temer, em apenas um mês de governo, tem o nome diretamente ligado ao esquema. O ambiente é de corrosão”, diz o líder do MTST, Guilherme Boulos; “não custa lembrar que por muito menos que isso, Lula foi conduzido coercitivamente pela Polícia Federal. E Dilma –sob o fraco pretexto das pedaladas– destituída da Presidência da República mediante um golpe parlamentar”
“Nenhum depoimento até então apontou a presidente como recebedora de propinas. Já Temer, em apenas um mês de governo, tem o nome diretamente ligado ao esquema. O ambiente é de corrosão”, diz o líder do MTST, Guilherme Boulos; “não custa lembrar que por muito menos que isso, Lula foi conduzido coercitivamente pela Polícia Federal. E Dilma –sob o fraco pretexto das pedaladas– destituída da Presidência da República mediante um golpe parlamentar” (Foto: Roberta Namour)

247 – O líder do MTST, Guilherme Boulos, destaca a gravidade das delações de Sérgio Machado contra o presidente interino Michel Temer:

“Não custa lembrar que por muito menos que isso, Lula foi conduzido coercitivamente pela Polícia Federal. E Dilma –sob o fraco pretexto das pedaladas– destituída da Presidência da República mediante um golpe parlamentar”, diz.

“Nenhum depoimento até então apontou a presidenta como recebedora de propinas. Já Temer, em apenas um mês de governo, tem o nome diretamente ligado ao esquema. O ambiente é de corrosão”, acrescenta.

Segundo ele, quem prometia a "salvação nacional" precisa preocupar-se agora em salvar seu pescoço (leia aqui).

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247