Boulos rebate Amoedo: Quer combater injustiça defendendo BPC de R$ 400 para famílias pobres

"Você quer combater injustiça defendendo o BPC de R$ 400 para famílias pobres?", rebateu o coordenador-geral do MTST, Guilherme Boulos, em resposta ao ex-presidenciável João Amoedo, do Partido Novo, que tentou fazer a defesa da reforma da Previdência dizendo que o atual sistema é "injusto"

Boulos rebate Amoedo: Quer combater injustiça defendendo BPC de R$ 400 para famílias pobres
Boulos rebate Amoedo: Quer combater injustiça defendendo BPC de R$ 400 para famílias pobres

247 - O coordenador-geral do Movimentos dos Trabalhadores sem Teto (MTST), Guilherme Boulos, rebateu em sua conta no Twitter ex-presidenciável João Amoedo, do Partido Novo, que tentou fazer a defesa da reforma da Previdência dizendo que o atual sistema é "injusto".

"Você quer combater injustiça defendendo o BPC de R$ 400 para famílias pobres? Que seja necessário 40 anos de contribuição para receber aposentadoria integral? Que empresas não contribuam com o INSS? Na verdade, vocês querem transformar direito em privilégio de quem pode pagar", afirmou Boulos.

O incômodo de Amoedo foi porque Boulos disse que "quem defende a reforma da Previdência chama de privilegiado uma professora, um gari, uma enfermeira que ganham 2 salários mínimos de aposentadoria", no entanto, "não dá um piu sobre o lucro bilionário dos bancos, os maiores interessados na capitalização",

Amoedo disse que "quem defende a reforma sabe que o sistema atual além de insustentável é injusto" e que "40% dos recursos da previdência vão para os mais ricos e apenas 3% para os mais pobres"

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247