Brasil registra 631 novas mortes e total de mortos pelo coronavírus chega a 72,1 mil

O Ministério da Saúde divulgou neste domingo a ocorrência de 631 novas mortes pelo coronavírus - os fins de semana têm sido marcados pela subnotificação oficial. Já são mais de 1,8 milhão de pessoas com a infecção confirmada oficialmente

Mulher passa por grafite do presidente Jair Bolsonaro ajustando sua máscara protetora e em forma de vírus, em meio ao surto de Covid-19 no Rio de Janeiro.
Mulher passa por grafite do presidente Jair Bolsonaro ajustando sua máscara protetora e em forma de vírus, em meio ao surto de Covid-19 no Rio de Janeiro. (Foto: REUTERS/Sergio Moraes)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Reuters - O Brasil registrou 631 novos óbitos pela Covid-19 neste domingo e 24.831 novos casos de coronavírus, informou o Ministério da Saúde.

De acordo com a contagem do ministério, o país contabiliza agora 1.864.681 infecções confirmadas por coronavírus, totalizando 72.100 mortes pela doença respiratória.

O Brasil é o segundo país do mundo com maior número de casos e mortes por Covid-19, atrás apenas dos Estados Unidos.

São Paulo, Estado mais afetado pela doença, tem um total de 371.997 casos e 17.848 pessoas morreram.

O Ceará tem 136.785 casos confirmados com 6.868 mortos, enquanto o Rio de Janeiro registra um total de 129.684 infecções e 11.415 mortos.

Neste domingo, a guarda municipal do Rio de Janeiro informou que ao menos 135 pessoas foram multadas na orla e nas praias da cidade neste fim de semana por estarem sem máscara de proteção.

Neste domingo, foram 86 multas, depois de 49 autuações terem sido aplicadas na véspera. As abordagens das equipes aconteceram no calçadão e na faixa de areia.

No fim de semana, as pistas da orla voltaram a ser interditadas para serem usadas como área de lazer, algo que era comum aos domingos antes da pandemia.

A multa pela falta de uso de máscara no Rio de Janeiro é de 107 reais por pessoa, enquanto que para estabelecimentos comerciais varia de 590 reais a quase 2.700 reais. Um decreto de maio obriga as pessoas a usarem máscara em local público na cidade.

“Realizamos o procedimento para proteger a população nesta luta contra o novo coronavírus. O objetivo da Blitz da Vida é levar consciência e estimular a disciplina pessoal aos cidadãos sobre a necessidade do uso da máscara de proteção”, afirmou o comandante da Guarda Municipal do Rio, José Ricardo Soares.

Segundo a Guarda Municipal, desde o começo de junho já foram registradas 1.377 infrações sanitárias sendo 825 autuações pela falta do uso de máscara facial, com 656 constatadas em via pública e 169 dentro de estabelecimentos comerciais.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247