Brasil registra número recorde de estupros em 2018, diz relatório

O Brasil bateu o recorde de registro de estupros no ano passado, segundo dados do 13º Anuário Brasileiro de Segurança Pública. De acordo com o relatório, foram 66.041 vítimas, o que representa um aumento de 50,5% nos registros quando em comparação com o início da série histórica, em 2011, quando o país teve 43.869 casos de estupro registrados

Manifestação assédio sexual estupro
Manifestação assédio sexual estupro (Foto: George Campos/USP Imagens)

247 - O Brasil bateu o recorde de registro de estupros no ano passado, segundo dados do 13º Anuário Brasileiro de Segurança Pública, do Fórum Brasileiro de Segurança Pública. De acordo com o relatório, foram 66.041 vítimas, o que representa um aumento de 50,5% nos registros quando em comparação com o início da série histórica, em 2011, quando o país teve 43.869 casos de estupro registrados. 

A taxa brasileira de estupros é de 31,7 por 100 mil habitantes, acima da taxa de mortes violentas, que ficou em 27,5 em 2018. Na passagem de 2017 para 2018, a variação foi de 4,1%. Quando apenas as mulheres são consideradas vítimas do crime, este índice sobe para 5,4%. Ainda segundo o relatório, nos casos de estupro e estupro de vulnerável dos anos de 2017 e 2018, 81,8% das vítimas eram do sexo feminino e que a maior parte dos casos, 63,8%, envolvem menores de 14 anos ou pessoas com algum tipo de eficiência mental, que não possuem capacidade para se defender do agressor. 

A maioria dos casos envolve o estupro de meninas com idades entre 10 e 13 anos (28,6%) e o autor do crime em 96,3% dos casos é do sexo masculino e na maioria das vezes (75,9%) é conhecido da vítima. 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247