Anvisa permite uso de agrotóxico associado a doença de Parkinson

Produtores poderão usar pesticida até julho de 2021. A partir dessa data, o uso de Paraquate está proibido em todo território nacional

(Foto: Renata Paiva)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Metrópoles - Em reunião da Diretoria Colegiada realizada nesta quarta-feira (7), a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou a utilização de estoques ativos do agrotóxico Paraquate até o próximo ano. A venda, contudo, seguirá proibida.

A Anvisa manteve o banimento do uso da substância sob suspeita de que o agrotóxico possa provocar mutações genéticas e doença de Parkinson em pessoas que forem expostas ao pesticida. Não há risco para quem consome alimentos produzidos com o produto.

Ocorre, no entanto, que agricultores de todo país, que haviam adquirido novo estoque do produto para uso na safra 2020/2021, reclamaram da proibição e solicitaram, pelo menos, que a Anvisa autorizasse o uso até julho do próximo ano.

 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247