Brasil tem 100 mil idosos em abrigos públicos

O Brasil engatinha na discussão sobre como proporcionar qualidade de vida e a mínima dignidade aos idosos, segmento que cresce no país em função do aumento da expectativa de vida e do envelhecimento natural da população; são 100 mil idosos em abrigos públicos; número cresceu 33% nos últimos 5 anos

Brasil tem 100 mil idosos em abrigos públicos
Brasil tem 100 mil idosos em abrigos públicos (Foto: Marcello Casal Jr./ABr (30.09.2010))

247 – O Brasil engatinha na discussão sobre como proporcionar qualidade de vida e a mínima dignidade aos idosos, segmento que cresce no país em função do aumento da expectativa de vida e do envelhecimento natural da população. São 100 mil idosos em abrigos públicos. Número cresceu 33% nos últimos 5 anos.

“Com mais brasileiros vivendo por mais tempo e famílias com menos filhos, cresce o debate sobre a oferta de cuidados de longa duração, moradia e assistência na velhice. O Brasil, porém, ainda não tem respostas estruturadas para o problema, dizem especialistas em envelhecimento. 

(...)

A mudança nos arranjos familiares e o aumento na participação das mulheres no mercado de trabalho reforçam esse desafio, mas não podem ser desculpa para a falta de ações, segundo Berzins. “Alguns dizem: ah, não tem quem cuide do idoso porque a mulher trabalha. Jogamos nas costas das mulheres uma responsabilidade que é do Estado.” Dados do Ministério de Desenvolvimento Social dão sinais dessa urgência em discutir o tema. Desde 2012, o número de idosos em abrigos conveniados aos estados e municípios, a maioria em instituições de longa permanência, cresceu 33% —passou de 45.827 naquele ano para 60.939 em 2017, ano dos dados mais recentes disponíveis.”

Leia mais aqui.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247