Brasileiros protestam contra prisão de Lula em 22 estados

Manifestantes contrários à prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva fazem protestos pelo país nesta sexta-feira (6), data que Sérgio Moro deu como prazo para que Lula se entregue, até as 17h, na sede da Polícia Federal em Curitiba; atos pró-Lula ocorrem no DF e em ao menos 22 estados: AL, AP, AM, BA, CE, ES, GO, MA, MT, MS, MG, PA, PB, PR, PE, PI, RJ, RN, SC, SP, SE e TO; no Rio, a Candelária (foto) foi o local escolhido para a manifestação contra a prisão do ex-presidente Lula na capital fluminense

Manifestantes contrários à prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva fazem protestos pelo país nesta sexta-feira (6), data que Sérgio Moro deu como prazo para que Lula se entregue, até as 17h, na sede da Polícia Federal em Curitiba; atos pró-Lula ocorrem no DF e em ao menos 22 estados: AL, AP, AM, BA, CE, ES, GO, MA, MT, MS, MG, PA, PB, PR, PE, PI, RJ, RN, SC, SP, SE e TO; no Rio, a Candelária (foto) foi o local escolhido para a manifestação contra a prisão do ex-presidente Lula na capital fluminense
Manifestantes contrários à prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva fazem protestos pelo país nesta sexta-feira (6), data que Sérgio Moro deu como prazo para que Lula se entregue, até as 17h, na sede da Polícia Federal em Curitiba; atos pró-Lula ocorrem no DF e em ao menos 22 estados: AL, AP, AM, BA, CE, ES, GO, MA, MT, MS, MG, PA, PB, PR, PE, PI, RJ, RN, SC, SP, SE e TO; no Rio, a Candelária (foto) foi o local escolhido para a manifestação contra a prisão do ex-presidente Lula na capital fluminense (Foto: Aquiles Lins)

247 - Manifestantes contrários à prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva fazem protestos pelo país nesta sexta-feira (6), data que o juiz Sérgio Moro deu como prazo para que Lula se entregue, até as 17h, na sede da Polícia Federal em Curitiba.

Os atos pró-Lula ocorrem no DF e em ao menos 22 estados: AL, AP, AM, BA, CE, ES, GO, MA, MT, MS, MG, PA, PB, PR, PE, PI, RJ, RN, SC, SP, SE e TO. 

Em São Paulo, ex-ministros e lideranças do PT estão na sede do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo, onde o ex-presidente está reunido desde a noite desta quinta-feira (5). Do lado de fora, algumas pessoas também passaram a madrugada em frente à entidade. Há carro de som e manifestantes no local.

Na capita federal, os manifestantes se reuniram desde a tarde desta sexta-feira em frente ao Conic, na área central de Brasília, em um ato de apoio ao ex-presidente Lula. Por volta das 17h, a Polícia Militar do DF estimava presença de 300 pessoas no local. Os organizadores não informaram estimativa.

Em Minas, manifestantes ocupam a Praça Sete, no Centro de Belo Horizonte, na tarde desta sexta-feira. Em um carro de som, várias lideranças se revezam em discursos em defesa do ex-presidente. O Pirulito da Praça Sete, um dos monumentos símbolos de Belo Horizonte, foi coberto com bandeira em favor de Lula e da ex-presidente Dilma Rousseff (PT), que hoje transferiu o título eleitoral de Porto Alegre para a capital mineira.

No Rio, a Candelária foi o local escolhido para a manifestação contra a prisão do ex-presidente Lula na capital fluminense. Uma faixa da avenida Presidente Vargas, na esquina com a avenida Rio Branco, chegou a ser interrompida e há lentidão na região. Não há estimativa do número de participantes.

Leia reportagem do G1 sobre o assunto. 

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247