Breno Altman: só um partido suicida abdicaria da candidatura Lula

O jornalista Breno Altman comenta as pesquisas que apontam Lula liderando com folga a disputa presidencial, chegando a 39% das intenções de votos, afirmando que "somente um partido suicida abdicaria da candidatura Lula"; "Se for permitido que Lula concorra, o melhor a fazer é já entregar a faixa presidencial, pois ele poderá ganhar com dois terços dos votos", avalia; assista à entrevista na TV 247

Breno Altman: só um partido suicida abdicaria da candidatura Lula
Breno Altman: só um partido suicida abdicaria da candidatura Lula

TV 247 - O jornalista Breno Altman expôs sua análise política na TV 247, durante a semana, observando os próximos passos da trama para manter Lula sob cárcere, além de comemorar os números divulgados pelas pesquisas de intenção de voto para presidente, que apontam a liderança de Lula. Segundo observa o jornalista "a melhor estratégia do PT foi manter Lula candidato".

Analisando as últimas pesquisas de intenções de voto à presidência da República, que apotam Lula com até 39% dos votos, Altman observa que a estratégia de manter a candidatura de Lula foi profundamente acertada. "Se o PT o retirasse do pleito, como muitos sugeriram, hoje estaria liquidado como alternativa política, nos últimos dias a sigla colhe bons frutos pela acertada tática", afirma.

Ele salienta que, ao contrário do momento bons frutos que o PT colhe, a centro-direita encontra-se em maus-lençóis. "Geraldo Alckmin oscila em 4% a 6%, isto é uma tragédia, um problema gigantesco", observa Altman.

"O eleitorado de direta quer enterrar as garantias sociais, já o de esquerda quer enterrar o golpe de Estado de 2016. Tal sentimento enterra Alckmin, Marina Silva e Ciro Gomes de vez, além dos outros candidatos do centro, pois eles não refletem o sentimento de mudança", elucida. 

LULA-ONU

Após setores do judiciário e da mídia hegemônica diminuírem a importância do parecer da Organização das Nações Unidas (ONU) apontando arbitrariedades na condenação de Lula, Altman considera que o País poderá sofrer consequências. "O Brasil poderá torna-se um párea que não segue orientações, pois ele é signatário do tratado internacional de direitos humanos da ONU", esclarece.

Questionado sobre as estratégias do PT, Altman afirma que "somente um partido suicida abdicaria da candidatura de Lula neste momento", dizendo que "há uma construção de uma maioria nacional ao redor do ex-presidente".

"O PT só substituirá a candidatura de Lula se as cortes supremas interditá-lo, a palavra de ordem é: Lula até o último recurso", ressalta o jronalista

Ele conclui sua análise afirmando que não é possível para os golpistas darem sequência a uma eleição fraudulenta sem estuprarem a constituição. "Se for permitido que Lula concorra, o melhor a fazer é já entregar a faixa presidencial, pois ele poderá ganhar com dois terços dos votos", afirma.

Inscreva-se na TV 247 e assista:

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247