Briga no grupo do whats do PSL continua, desta vez protagonizada por Frota

Principais propagadores da antipolítica, o PSL continua em pé de guerra e antes da posse já demonstra sua fragilidade para governar. Depois da briga no grupo do Whatsapp entre a deputada eleita Joice Hasselmann (SP) e o deputado Eduardo Bolsonaro (SP) vazada há duas semanas, o deputado eleito Alexandre Frota (SP) protagoniza outra desavença ao acusar o também deputado Marcelo Álvaro Antônio (MG), indicado ao Ministério do Turismo, de abrigar no governo de transição um lobista: Saulo Meira.

Briga no grupo do whats do PSL continua, desta vez protagonizada por Frota
Briga no grupo do whats do PSL continua, desta vez protagonizada por Frota

247 - Durante reunião com a futura bancada da sua legenda, o PSL, o presidente eleito Jair Bolsonaro pediu para aos parlamentares que os grupos do Whatsapp fossem desativados para evitar o vazamento de informações, como ocorreu ha duas semanas em que veio a público a briga entre a deputada eleita Joice Hasselmann (SP) e o deputado Eduardo Bolsonaro (SP).

Mas a guerra interna no PSL continua antes mesmo da posse os correligionários voltaram a se desentender. Desta vez, a briga foi protagonizada pelo ator pornô e deputado eleito Alexandre Frota (SP), que acusou em um grupo de mensagens da bancada o deputado Marcelo Álvaro Antônio (MG), indicado ao Ministério do Turismo, de abrigar no governo de transição o lobista Saulo Meira.

Até ai, a briga ainda era apenas interna, sem vazamento. Mas irritado, Álvaro resolveu rebater Frota por meio de uma rede social pública, expondo a legenda. O futuro ministro saiu em defesa de seu indicado e disse que nunca soube da ligação de Saulo com o lobby da área de produtos farmacêuticos.

"Nunca tive qualquer tipo de informação que o ligasse a tal área. Até porque todos os membros da transição do Turismo fiz questão de submeter ao crivo da Advocacia-Geral da União (AGU)", rebateu.

Em resposta, Frota disse que só deve lealdade a Bolsonaro. "Quem é leal primeiro aos amigos podem (sic) acabar se envolvendo, ainda que sem conhecimento, em situações embaraçosas com um simples aperto de mão".

Com a segunda maior bancada da Câmara e com eleitos com recordes de votos, a disputa de egos dentro do PSL tem sido a marca da legenda. Este é a segunda briga que veio a público em duas semanas. Na primeira, alguém do próprio partido vazou conversas entre a deputada eleita Joice Hasselmann (SP) e o deputado Eduardo Bolsonaro (SP), filho do presidente eleito, em que discutem a articulação política. Na briga, o filho de Bolsonaro disse que a deputada eleita chegará ao Congresso com "fama ainda maior de louca". Joice retrucou que ele era um "marmanjo" que "age como bebê".

Por enquanto, Joice perdeu a briga. A legenda definiu o deputado Delegado Waldir (GO) como líder do partido até 31 de janeiro sem votação aberta e sem definir o líder para a próxima legislatura.

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247