Cada vez mais enrolado, Flávio Bolsonaro diz que não sabe nada de nada

O senador eleito Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) postou uma nota em sua rede social para repetir o mesmo discurso que utiliza há meses: de que não sabia de nada sobre irregularidades cometidas em seu gabinete, enquanto deputado estadual; ele ainda se diz "vítima de uma campanha difamatória" que tem como meta atingir seu pai, Jair Bolsonaro; no entanto, Flávio ainda não conseguiu explicar as movimentações escusas entre ele e Queiroz e muito menos a sua proximidade com a milícia carioca 

Cada vez mais enrolado, Flávio Bolsonaro diz que não sabe nada de nada
Cada vez mais enrolado, Flávio Bolsonaro diz que não sabe nada de nada

247  - O senador eleito Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) postou uma nota em sua rede social para repetir o mesmo discurso que utiliza há meses: de que não sabia de nada sobre irregularidades cometidas em seu gabinete, enquanto deputado estadual. Ele ainda se diz "vítima de uma campanha difamatória" que tem como meta atingir seu pai, Jair Bolsonaro. 

O senador empregou até novembro do ano passado e mãe e a mulher do capitão Adriano Magalhães da Nóbrega, tido pelo Ministério Público do Rio como o homem-forte do Escritório do Crime, organização suspeita do assassinato de Marielle Franco. O policial foi alvo de um mandado de prisão nesta terça-feira e está foragido. Apesar de trabalhar em seu próprio gabinete, Flávio culpa Fabrício Queiroz, seu ex-assessor, ao afirmar que "a funcionária que aparece no relatório do Coaf foi contratada por indicação do ex-assessor, que era quem supervisionava seu trabalho" e que ele "não sabia de nada". 

Flávio ainda defendeu a homenagem que fez ao miliciano foragido Adriano Magalhães, em 2004, dizendo que "sempre atuou na defesa de agentes de segurança pública" e "que já concedeu centenas de outras homenagens". 

Apesar do tom da nota, Flávio ainda não conseguiu explicar as movimentações escusas entre ele e Queiroz, que ultrapassa a casa dos sete milhões de reais, e muito menos a sua proximidade com a milícia carioca. Até o momento, tanto Flávio quando Queiroz também se esquivaram de prestar depoimentos ao Ministério Público do Rio de Janeiro sobre as irregularidades apontadas no Coaf. 

 

Conheça a TV 247

Mais de Brasil

Ao vivo na TV 247 Youtube 247