Câmara vota projeto de Cunha contra 'heterofobia'

Se aprovado, o projeto de lei do presidente da Câmara, Eduardo Cunha, vai punir com prisão quem discriminar os heterossexuais; para o presidente da Comissão de Direitos Humanos, Paulo Pimenta (PT-RS), o projeto "é um deboche" e desqualifica a luta histórica da comunidade LGBT; votação está na pauta da comissão desta quarta-feira 21

Se aprovado, o projeto de lei do presidente da Câmara, Eduardo Cunha, vai punir com prisão quem discriminar os heterossexuais; para o presidente da Comissão de Direitos Humanos, Paulo Pimenta (PT-RS), o projeto "é um deboche" e desqualifica a luta histórica da comunidade LGBT; votação está na pauta da comissão desta quarta-feira 21
Se aprovado, o projeto de lei do presidente da Câmara, Eduardo Cunha, vai punir com prisão quem discriminar os heterossexuais; para o presidente da Comissão de Direitos Humanos, Paulo Pimenta (PT-RS), o projeto "é um deboche" e desqualifica a luta histórica da comunidade LGBT; votação está na pauta da comissão desta quarta-feira 21 (Foto: Gisele Federicce)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Do Portal Forum - O projeto de lei do presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que pune com prisão a "heterofobia" será votado nesta quarta-feira 21 na Comissão de Direitos Humanos.

Cunha, suspeito de ter movimentado 500 milhões de dólares de propina em contas secretas na Suíça, é conhecido por patrocinar iniciativas legislativas de caráter conservador e de afronta à comunidade LGBT.

Esse projeto de Cunha, se aprovado, vai punir com reclusão quem discriminar os heterossexuais. Para o presidente da Comissão de Direitos Humanos, Paulo Pimenta (PT-RS), o projeto "é um deboche" e desqualifica a luta histórica da comunidade LGBT.

Ontem, em sua conta no Twitter, o deputado Jean Wyllys (Psol-RJ) acusou Cunha de impedir a exibição na Câmara de vídeos da campanha "Nossa Família Existe", que abordam outros tipos de famílias além da tradicional.

Na loucura desenfreada por esconder suas tramóias, Cunha usa e abusa dos mais sórdidos expedientes. E conta nessa sanha com o apoio irrestrito da oposição.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247