Camargo Corrêa negocia leniência com a União

Emissários da construtora devem se reunir com a Controladoria-Geral da União para discutir suposta participação em cartéis que teria atuado em obras da Petrobras, de Angra 3 e Belo Monte; acordo permitiria que a empresa não fosse declarada inidônea, mas a obrigaria a ressarcir as obras em caso de superfaturamento

Emissários da construtora devem se reunir com a Controladoria-Geral da União para discutir suposta participação em cartéis que teria atuado em obras da Petrobras, de Angra 3 e Belo Monte; acordo permitiria que a empresa não fosse declarada inidônea, mas a obrigaria a ressarcir as obras em caso de superfaturamento
Emissários da construtora devem se reunir com a Controladoria-Geral da União para discutir suposta participação em cartéis que teria atuado em obras da Petrobras, de Angra 3 e Belo Monte; acordo permitiria que a empresa não fosse declarada inidônea, mas a obrigaria a ressarcir as obras em caso de superfaturamento (Foto: Roberta Namour)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – Alvo da Operação Lava Jato, a empreiteira Camargo Corrêa negocia um acordo de leniência com o governo para manter contratos no setor público.

Nos próximos dias, emissários da construtora devem se reunir com a Controladoria-Geral da União para discutir suposta participação em cartéis que teria atuado em obras da Petrobras, de Angra 3 e Belo Monte.

Um acordo com a CGU permitiria que a empresa não fosse declarada inidônea, mas a obrigaria a ressarcir as obras em caso de superfaturamento.

A empresa já firmou um acordo com o Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) para colaborar com as investigações sobre a usina Angra 3.

Leia aqui reportagem de Natuza Nery sobre o assunto.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email