Candidato bolsonarista à prefeitura de Manaus é acusado de usar assalto para se promover

O acusado de cometer o crime, no entanto, foi liberado após prestar depoimento

(Foto: GILMAR FELIX)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Na manhã da última quarta-feira (7), o candidato bolsonarista à prefeitura de Manaus, Capitão Alberto Neto (Republicanos), apareceu em um vídeo armado prendendo um suspeito de assalto em Manaus, AM. No entanto, o acusado, identificado como Adão, diz não ter cometido o crime.

“Entrou um rapaz no ônibus e disse que eu tinha pegado o celular dele, sendo que não tinha acontecido isso comigo. Nós fomos para a delegacia e chegando lá, revistaram a minha bolsa de ferramentas. Eu sou pedreiro e estava a caminho do serviço. O que encontraram foi meu material e meu celular”, disse Adão, como reportado na Revista Fórum.

Ainda de acordo com a Fórum, o Boletim de Ocorrência registra que a vítima do furto, quando percebeu que seu celular não estava mais em sua posse, pediu o celular de um outro passageiro e ligou para o dele. Este tocou ainda dentro do ônibus perto de três passageiros. Durante a confusão, dois fugiram e um foi detido. Adão, no entanto, só estava em posse de seu próprio celular, e foi liberado após prestar depoimento.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247