Carlos Bolsonaro usa agressão a empresária para defender lobby de armas de fogo

O vereador do Rio pelo PSL e filho do presidente Jair Bolsonaro pediu urgência pelas redes sociais na aprovação da flexibilização da posse de armas; em sua justificativa, o parlamentar usou como exemplo o caso da empresária Elaine Caparróz, barbaramente espancada por um agressor que conheceu na internet; "Se esta senhora tivesse como se defender, e fosse de sua vontade, uma arma de fogo legal resolveria justamente este absurdo"

Carlos Bolsonaro usa agressão a empresária para defender lobby de armas de fogo
Carlos Bolsonaro usa agressão a empresária para defender lobby de armas de fogo (Foto: Reprodução/Rede Social)

247 - O vereador Carlos Bolsonaro (PSL-RJ), filho do presidente Jair Bolsonaro, usou as redes sociais para pedir urgência ao Congresso Nacional na provação da medida que permite aos cidadãos ter a posse de armas de fogo em suas residências. Para justificar a iniciativa, o parlamentar usou como exemplo o caso da empresária Elaine Caparróz, barbaramente espancada por quatro horas por um agressor que conheceu por meio da internet.

"Se esta senhora tivesse como se defender, e fosse de sua vontade, uma arma de fogo legal resolveria justamente este absurdo. Imagine as sequelas eternas deixadas por esse covarde? A defesa pessoal dentro de sua casa têm que ser prioridade urgente do Congresso Nacional", escreveu.

A postagem veio acompanhada de uma imagem destacando os pontos principiais do projeto de flexibilização da posse de armas de fogo assinado por Jair Bolsonaro em janeiro.

Confira o Twitter de Carlos Bolsonaro sobre o assunto. 

Conheça a TV 247

Mais de Brasil

Ao vivo na TV 247 Youtube 247