Cármen Lúcia vai ter encontro para discutir julgamento de Lula

A agenda da presidente do Supremo, ministra Cármen Lúcia, prevê um encontro às 10h da próxima segunda-feira (15) com o presidente do TRF4, desembargador Federal Thompson Flores; a assessoria do tribunal confirmou que um dos assuntos da audiência será o julgamento do ex-presidente Lula, em Porto Alegre, marcado para o próximo dia 24, no processo envolvendo o tripléx do Guarujá, em que Lula foi condenado sem provas a 9 anos e 6 meses de prisão pelo juiz Sérgio Moro

A agenda da presidente do Supremo, ministra Cármen Lúcia, prevê um encontro às 10h da próxima segunda-feira (15) com o presidente do TRF4, desembargador Federal Thompson Flores; a assessoria do tribunal confirmou que um dos assuntos da audiência será o julgamento do ex-presidente Lula, em Porto Alegre, marcado para o próximo dia 24, no processo envolvendo o tripléx do Guarujá, em que Lula foi condenado sem provas a 9 anos e 6 meses de prisão pelo juiz Sérgio Moro
A agenda da presidente do Supremo, ministra Cármen Lúcia, prevê um encontro às 10h da próxima segunda-feira (15) com o presidente do TRF4, desembargador Federal Thompson Flores; a assessoria do tribunal confirmou que um dos assuntos da audiência será o julgamento do ex-presidente Lula, em Porto Alegre, marcado para o próximo dia 24, no processo envolvendo o tripléx do Guarujá, em que Lula foi condenado sem provas a 9 anos e 6 meses de prisão pelo juiz Sérgio Moro (Foto: Leonardo Lucena)

247 - A agenda da presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, prevê um encontro às 10h da próxima segunda-feira (15) com o presidente do Tribunal Regional Federal da 4.ª Região (TRF4), desembargador Federal Thompson Flores. A assessoria do tribunal confirmou que um dos assuntos da audiência será o julgamento do ex-presidente Lula, em Porto Alegre, marcado para o próximo dia 24, no processo envolvendo o tripléx do Guarujá, em que Lula foi condenado a 9 anos e 6 meses de prisão pelo juiz Sérgio Moro.

No encontro também devem ser discutidas questões de segurança para o dia do julgamento.

O TRF4 informou nesta quinta-feira (11) que os prazos e as intimações nos processos físicos e eletrônicos em curso no órgão foram suspensos nos dias 23 e 24.

Nesta sexta-feira (12), as bancadas de deputados federais e estaduais do PT no Rio Grande do Sul se reuniram com o presidente do TRF4 para pedir um julgamento isento do ex-presidente Lula, condenado sem provas (leia mais aqui).

Seiscentos juristas divulgaram uma carta em cinco idiomas para o mundo dizendo que, "com cumplicidade de parte do Poder Judiciário, o Sistema de Justiça, não apenas em relação a Lula, mas especialmente em razão dele, tem sufocado o direito à ampla defesa, tratando-o de forma desigual e discriminatória e criado normas processuais de 'exceção' contra ele e vários investigados e processados, típico 'lawfare', subordinado ao processo eleitoral" (veja aqui).

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247