“Cegueira coletiva” embala milícias digitais e fake news, diz ministro Alexandre de Moraes

Durante evento da Abraji, o ministro do STF também afirmou que há muito dinheiro envolvido nesses grupos: "Não tenho nenhuma dúvida de que há lavagem de dinheiro"

Ministro Alexandre de Moraes
Ministro Alexandre de Moraes (Foto: Carlos Moura/SCO/STF)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Do Metrópoles - O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), participou nesta sexta-feira (11) do 15° Congresso da Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji), e atacou duramente as chamadas “milícias digitais”, que espalham notícias falsas e ataques a rivais políticos e desafetos. Para Moraes, a forte disseminação de fake news se dá pela “cegueira coletiva que vem acontecendo”.

“Estamos confundindo grupos de WatsApp com milícias profissionais. Isso se torna um grande risco para a honra das pessoas, para as instituições, até mesmo para eleições”, analisa o ministro, relator no Supremo do chamado “Inquérito das Fake News”.

O ministro também avaliou que há profissionalismo nessas milícias digitais. “O que é interessante é que, em um primeiro momento, para plantar uma notícia falsa eram necessários robôs. Agora, já estão formando equipes profissionais para divulgar esse conteúdo, com a finalidade de chegar no dia ‘D’ e o assunto falso estar entre os mais comentados”, ressalta.

Continue lendo no Metrópoles

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email