Celso Amorim é escolhido para comandar órgão mundial de saúde

Ex-chanceler nos dois governos do ex-presidente Lula e ministro da Defesa no primeiro governo Dilma Rousseff, o diplomata Celso Amorim foi eleito nessa quinta-feira, 23, diretor-geral da Unitaid, órgão mundial para o combate a doenças como tuberculose, malária e Aids; Amorim substitui o ex-chanceler francês Philippe Douste-Blazy, que estava no comando da Unitaid desde 2006, quando foi criada pelo Brasil e pela França; além de Amorim, outros dois brasileiros presidem órgãos internacionais –o ex-ministro José Graziano lidera o Fundo de Combate à Fome da ONU (FAO) e Roberto Azevêdo, a Organização Mundial do Comércio (OMC)

Ex-chanceler nos dois governos do ex-presidente Lula e ministro da Defesa no primeiro governo Dilma Rousseff, o diplomata Celso Amorim foi eleito nessa quinta-feira, 23, diretor-geral da Unitaid, órgão mundial para o combate a doenças como tuberculose, malária e Aids; Amorim substitui o ex-chanceler francês Philippe Douste-Blazy, que estava no comando da Unitaid desde 2006, quando foi criada pelo Brasil e pela França; além de Amorim, outros dois brasileiros presidem órgãos internacionais –o ex-ministro José Graziano lidera o Fundo de Combate à Fome da ONU (FAO) e Roberto Azevêdo, a Organização Mundial do Comércio (OMC)
Ex-chanceler nos dois governos do ex-presidente Lula e ministro da Defesa no primeiro governo Dilma Rousseff, o diplomata Celso Amorim foi eleito nessa quinta-feira, 23, diretor-geral da Unitaid, órgão mundial para o combate a doenças como tuberculose, malária e Aids; Amorim substitui o ex-chanceler francês Philippe Douste-Blazy, que estava no comando da Unitaid desde 2006, quando foi criada pelo Brasil e pela França; além de Amorim, outros dois brasileiros presidem órgãos internacionais –o ex-ministro José Graziano lidera o Fundo de Combate à Fome da ONU (FAO) e Roberto Azevêdo, a Organização Mundial do Comércio (OMC) (Foto: Aquiles Lins)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Ex-chanceler nos dois governos do ex-presidente Lula e ministro da Defesa no primeiro governo Dilma Rousseff, o diplomata Celso Amorim foi eleito nessa quinta-feira, 23, diretor-geral da Unitaid, órgão mundial para o combate a doenças como tuberculose, malária e Aids.

A entidade é responsável por captar recursos em países e organizações como a OMS e enviar a projetos que buscam formas mais eficientes e baratas para enfrentar as três doenças. Amorim substitui o ex-chanceler francês Philippe Douste-Blazy, que estava no comando da Unitaid desde 2006, quando foi criada pelo Brasil e pela França.

Além de Amorim, outros dois brasileiros presidem órgãos internacionais –o ex-ministro José Graziano lidera o Fundo de Combate à Fome da ONU (FAO) e Roberto Azevêdo, a Organização Mundial do Comércio (OMC).

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247