Celso Amorim: 'Trump se comporta como um imperador que quer acabar com outros poderes'

"É natural e previsível que em um regime democrático haja embate entre os poderes, mas no caso do Trump não é isso, ele adversário dos outros poderes, é inimigo, ele se comporta como imperador que quer acabar com outros poderes", diz o ex-ministro Celso Amorim

(Foto: 247)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Luisa Fragão, na Revista Fórum - Em entrevista ao Fórum Café nesta quinta-feira (5), o ex-ministro de Relações Exteriores e da Defesa nos governos Lula e Dilma Rousseff, Celso Amorim, criticou a postura do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, perante as eleições no país norte-americano. O mandatário ameaçou ir à Suprema Corte para denunciar uma suposta fraude no pleito, assim como pedir a paralisação da contagem dos votos.

“No caso do Trump, é um caso extremo. É natural e previsível que em um regime democrático haja embate entre os poderes, mas no caso do Trump não é isso, ele adversário dos outros poderes, é inimigo, ele se comporta como imperador que quer acabar com outros poderes. Ele sabe que não pode, mas faz o possível para acabar. Eu acho que essas coisas ensejarão uma reflexão, mas vai mudar? Não sei”, declarou Amorim.

Para Amorim, se uma paralisação da contagem tivesse acontecido na Bolívia ou na América Central, a reação internacional teria sido outra. O ex-ministro também fez críticas ao modelo eleitoral estadunidense.

Leia a íntegra na Fórum. 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247