Centrão avisa ao Planalto que votação da Previdência fica para 2º semestre

Apesar da aprovação do texto da reforma da Previdência pela Câmara de Constituição e Justiça da Câmara no último dia 23, o governo Jair Bolsonaro já trabalha com a perspectiva de que a votação pelo plenário da Casa deverá acontecer apenas no segundo semestre; lideranças do Centrão já avisaram o Planalto de que o texto só deverá ser votado após o recesso parlamentar de julho

Centrão avisa ao Planalto que votação da Previdência fica para 2º semestre
Centrão avisa ao Planalto que votação da Previdência fica para 2º semestre (Foto: Reuters)

247 - Apesar da aprovação do texto da reforma da Previdência pela Câmara de Constituição e Justiça da Câmara no último dia 23, o governo Jair Bolsonaro já trabalha com a perspectiva de que a votação pelo plenário da Casa deverá acontecer apenas no segundo semestre. Segundo o blog do jornalista Gerson Camarotti, lideranças do Centrão já teriam avisado o Planalto de que o texto só deverá ser votado após o recesso parlamentar de julho.

Um dos objetivos do Centrão é pressionar o governo para conseguir maiores espaços no governo federal, além da exclusão imediata do projeto de pontos considerados polêmicos, como as mudanças na aposentadoria rural e no Benefício de Prestação Continuada (BPC).

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247