CEO da General Eletric é preso pela PF na Operação Ressonância

A Operação Ressonância, um desdobramento da Operação Fratura Exposta, deflagrada nesta quarta-feira (4) pela PF contra um esquema fraudulento na área de saúde do Rio de Janeiro e do Into , prendeu o CEO da General Eletric para a América Latina, Daurio Speranzini Junior; além dele, foram expedidos mandados contra outros executivos da Philips e de outros fornecedores de equipamentos da área de saúde

CEO da General Eletric é preso pela PF na Operação Ressonância
CEO da General Eletric é preso pela PF na Operação Ressonância (Foto: Divulgação | Reuters)

Rio 247 - A Operação Ressonância, um desdobramento da Operação Fratura Exposta, deflagrada nesta quarta-feira (4) pela Polícia Federal para desbaratar um esquema fraudulento na área de saúde do Rio de Janeiro e do Instituto Nacional de Traumatologia (Into) , prendeu o CEO da General Eletric para a América Latina, Daurio Speranzini Junior.

O pedido de prisão contra Speranzini cita fatos relativos tanto ao período em que ele comandou a Philips Medical no Brasil, até o ano de 2010, como o tempo em que ele está à frente da GE.

Além da GE, a multinacional Johnson & Johnson também é um dos alvos da investigação, embora a justiça não tenha autorizado um mandado de busca e apreensão na sede da empresa no Brasil como solicitado pelo Ministério Público Federal (MPF).

Um mandado de prisão também foi expedido contra Frederik Knudsen, que era gerente da Philips quando os fatos foram investigados. Outros dois executivos da Dixtal Biomédica, que foi incorporada pela multinacional também são alvos de mandados de prisão.

Um dos alvos da operação é o empresário Miguel Iskin, que já havia sido preso na Fatura Exposta, e posto em liberdade por decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes.

Por meio de nota, a GE disse não ser alvo das investigações e que se coloca à disposição da Justiça para prestas esclarecimentos. "A respeito da operação da Polícia Federal conduzida na manhã de hoje, que resultou na prisão temporária de Daurio Speranzini Jr., esclarecemos que as alegações são referentes ao período em que o executivo atuou na liderança de outra empresa", diz trecho da nota.

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247