Chanceler informal, Eduardo Bolsonaro tenta forjar aliança de extrema-direita

O deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), chanceler informal do Brasil, presidente da Comissão de Relações Exteriores da Câmara e filho do presidente Jair Bolsonaro, viaja nesta semana para Hungria e Itália, onde se encontrará com dois líderes de extrema-direita europeus, o primeiro-ministro húngaro Viktor Orbán e o vice-primeiro-ministro e  ministro do Interior italiano Matteo Salvini

Chanceler informal, Eduardo Bolsonaro tenta forjar aliança de extrema-direita
Chanceler informal, Eduardo Bolsonaro tenta forjar aliança de extrema-direita

247 - O deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), chanceler informal do Brasil, presidente da Comissão de Relações Exteriores da Câmara e filho do presidente Jair Bolsonaro, viaja nesta semana para Hungria e Itália, onde se encontrará com dois líderes de extrema-direita europeus, o primeiro-ministro húngaro Viktor Orbán e o vice-primeiro-ministro e  ministro do Interior italiano Matteo Salvini.

A viagem é um convite do governo húngaro. O clã Bolsonaro tinha uma relação próxima com a Hungria desde a campanha eleitoral, que se intensificou após a eleição. Viktor Orbán esteve na posse em 1º de janeiro. Eduardo Bolsonaro terá um encontro com Orbán em Budapeste. 

O parlamentar anunciou a viagem nas redes sociais, ao compartilhar uma reportagem do R7 sobre o assunto.

Uma das agendas da viagem será conversar sobre o Movimento, organização internacional de extrema-direita articulado por Steve Bannon, ex-estrategista de Donald Trump, guru dos Bolsonaro e uma espécie de introdutor do clã no cenário internacional extremista.  

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247