Chefe do Exército reúne oficiais da ativa e da reserva

No momento em que vários generais defendem uma intervenção militar no Brasil, o chefe do Exército, general Villas Boas, fez uma reunião na noite de ontem com generais da ativa e da reserva; oficialmente, a agenda do encontro foi "orientar" o grupo, garantindo um discurso de coesão nas Forças Armadas; general Hamilton Mourão, que defendeu abertamente um golpe militar na semana passada, não será punido pelo Exército

Villas Boas
Villas Boas (Foto: Giuliana Miranda)

247 - Em meio à apreensão causada pelas declarações de vários generais, que defendem uma intervenção militar no Brasil, o Comandante do Exército, general Villas Boas, fez uma reunião com generais da ativa e da reserva. 

Segundo palavras do próprio Villas Boas, em seu Twitter, o objetivo do encontro era "orientar" os generais. 

A necessidade da reunião —e de sua ampla divulgação nas redes sociais— mostra que há uma divisão no Exército. 

O general Hamilton Mourão,  que defendeu abertamente um golpe militar na semana passada, não será punido pela corporação.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247