"Clima de pavor não ajuda a salvar vidas", diz Bolsonaro no dia de mais um recorde de mortes por Covid-19

Bolsonaro, ignorando que, atualmente, o Brasil é o país que registra maior número de óbitos diários, associou o falecimento dos infectados pelo novo coronavírus à maneira de lidar psicologicamente com a doença

(Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - No dia em que o Brasil bateu novamente um recorde de mortes por Covid-19 em 24 horas, registrando, pela segunda vez na semana, mais de 4 mil óbitos, Jair Bolsonaro, em live nas redes sociais, nesta quinta-feira, 8, falou que “clima de pavor não ajuda a salvar vidas”.

Bolsonaro, ignorando que, atualmente, o Brasil é o país que registra maior número de óbitos diários, associou o falecimento dos infectados pelo novo coronavírus à maneira de lidar psicologicamente com a doença.

“A depressão, a tristeza e o estresse influenciam no sistema imunológico das pessoas”, afirmou. Bolsonaro, que é contra medidas restritivas, aconselhou as pessoas a se exercitarem para combater a Covid-19.

Brasil bate novo recorde e registra 4.249 mortes por Covid-19

O Brasil segue vendo a situação da pandemia piorar cada vez mais em seu território. Nas últimas 24 horas, foram registradas 4.249 mortes por Covid-19, o que significa um novo recorde de mortes diárias pela doença no país.

Pesquisadores apontam que o Brasil pode ainda chegar a ter cinco mil mortes por dia por causa da Covid-19.

Ainda de acordo com os dados divulgados pelo Conselho Nacional de Secretários da Saúde (Conass) nesta quinta-feira (8), o país totaliza 345.025 óbitos em decorrência do coronavírus.

Foram contabilizados desde o início da pandemia 13.279. 857 casos de Covid-19 entre os brasileiros.

"Em qualquer lugar morre gente"

Na quarta-feira, 7, Jair Bolsonaro afirmou que “em qualquer lugar morre gente”, ignorando que, atualmente, morre muito mais gente no Brasil do que em outros lugares do mundo.

“Estamos passando ainda por uma pandemia que, em parte, é usada politicamente. Não para derrotar o vírus, mas para tentar derrubar um presidente. Todos nós somos responsáveis pelo que acontece no Brasil. Qual país do mundo não morre gente? Infelizmente morre em tudo o que é lugar. Queremos é minimizar esse problema“, afirmou.

O número de mortes de brasileiros na terça-feira, 6 - 4.195 (segundo o Conass) - foi maior do que 133 países tiveram em um ano de pandemia. Da mesma forma, mesmo tendo apenas 2,7% da população mundial, o país concentra 37% dos óbitos de todo o planeta.

Inscreva-se no canal Cortes 247 e saiba mais:

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email