Coaf aponta operações bancárias suspeitas de ministro do Turismo

Relatório do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) aponta operações atípicas em contas bancárias do atual ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio (PSL); de acordo com o órgão, o pivô das investigações sobre candidaturas de laranjas do PSL movimentou R$ 1,96 milhão de fevereiro de 2018 a janeiro de 2019

Coaf aponta operações bancárias suspeitas de ministro do Turismo
Coaf aponta operações bancárias suspeitas de ministro do Turismo

247 - Relatório do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) aponta operações atípicas em contas bancárias do atual ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio (PSL). De acordo com o órgão do Ministério da Justiça, o pivô das investigações sobre candidaturas de laranjas do PSL movimentou R$ 1,96 milhão de fevereiro de 2018 a janeiro de 2019.

O documento relata "operação suspeita", além de saques e depósitos em dinheiro vivo que apresentaram "atipicidade em relação à atividade econômica do cliente ou incompatibilidade com a sua capacidade econômica-financeira". Também houve movimentação de recursos "incompatível com o patrimônio, a atividade econômica, ou a ocupação profissional e a capacidade financeira do cliente". O teor do documento foi publicado pelo jornal Folha de S.Paulo.

"O valor de R$ 1,96 milhão, movimentado em duas contas do Banco do Brasil, considera créditos e débitos, como saques, depósitos, transferências, cheques e pagamentos de boletos, entre outros. As operações em dinheiro vivo informadas pelo BB foram de valores acima de R$ 50 mil", diz a reportagem.

Em nota enviada pela assessoria do ministério, Marcelo Álvaro Antônio diz que coloca à disposição das autoridades seus sigilos bancário e fiscal. O titular da pasta afirma que todas as suas movimentações têm lastro legal e foram declaradas.

"O ministro Álvaro Antônio abre, de imediato, mão do seu sigilo bancário e fiscal. Está à disposição das autoridades competentes. Não há a menor necessidade de se especular em relação a esses fatos e nem isso é adequado. Todas as suas movimentações financeiras têm lastro legal e foram devidamente declaradas na Receita Federal", diz a nota.

 

 

Ao vivo na TV 247 Youtube 247