Com base aliada fragmentada, vice-presidente da Câmara xinga ministro de 'merda'

Desentendimento entre os integrantes da base aliada do governo Michel Temer ficou evidente no bate-boca protagonizado pelo vice-presidente da Câmara, Fábio Ramalho (PMDB-MG), e o ministro da Secretaria de Governo, Antonio Imbassahy (PSDB-BA);"Seu merda! Isso é um merda", xingou Ramalho durante a cerimônia de anúncio de medidas econômicas da Câmara dos Deputados; irritação foi provocada por Imbassahy ter ignorado os seus pedidos para uma conversa pouco antes do evento

Desentendimento entre os integrantes da base aliada do governo Michel Temer ficou evidente no bate-boca protagonizado pelo vice-presidente da Câmara, Fábio Ramalho (PMDB-MG), e o ministro da Secretaria de Governo, Antonio Imbassahy (PSDB-BA);"Seu merda! Isso é um merda", xingou Ramalho durante a cerimônia de anúncio de medidas econômicas da Câmara dos Deputados; irritação foi provocada por Imbassahy ter ignorado os seus pedidos para uma conversa pouco antes do evento
Desentendimento entre os integrantes da base aliada do governo Michel Temer ficou evidente no bate-boca protagonizado pelo vice-presidente da Câmara, Fábio Ramalho (PMDB-MG), e o ministro da Secretaria de Governo, Antonio Imbassahy (PSDB-BA);"Seu merda! Isso é um merda", xingou Ramalho durante a cerimônia de anúncio de medidas econômicas da Câmara dos Deputados; irritação foi provocada por Imbassahy ter ignorado os seus pedidos para uma conversa pouco antes do evento (Foto: Paulo Emílio)

247 - O desentendimento entre os integrantes da base aliada do governo Michel Temer ficou evidente no bate-boca protagonizado pelo vice-presidente da Câmara, Fábio Ramalho (PMDB-MG), e o ministro da Secretaria de Governo, Antonio Imbassahy (PSDB-BA). "Seu merda! Isso é um merda", xingou Ramalho durante a cerimônia de anúncio de medidas econômicas da Câmara dos Deputados, nesta quarta-feira (13).

Segundo Ramalho, a irritação foi provocada pelo fato de Imbassahy ter ignorado os seus pedidos para uma conversa pouco antes do evento. "Chamei ele (Imbassahy), e ele saiu andando como se não me visse. Ele tem que tratar bem deputado, mas não respeita. Ele não deveria estar ali, ninguém gosta dele", disparou o deputado.

Imbassahy vem sendo alvo de críticas da base aliada que vem pouca interlocução do ministro com a base aliada. Alguns parlamentares, inclusive, defendem sua saída do cargo. A principal função de Imbassahy à frente da Secretaria de Governo é fazer a interlocução entre o Palácio do Planalto e o Congresso Nacional.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247