Com delação, Odebrecht deve fazer pedido público de desculpas

Caso feche com o Ministério Público Federal um acordo de delação premiada para mais de 50 executivos, incluindo o ex-presidente Marcelo Odebrecht, a maior empreiteira do Brasil deverá fazer um pedido de desculpas público semelhante ao que fez a Andrade Gutierrez; esta última, porém, fez por determinação do juiz Sérgio Moro, enquanto a Odebrecht faria de forma espontânea

Caso feche com o Ministério Público Federal um acordo de delação premiada para mais de 50 executivos, incluindo o ex-presidente Marcelo Odebrecht, a maior empreiteira do Brasil deverá fazer um pedido de desculpas público semelhante ao que fez a Andrade Gutierrez; esta última, porém, fez por determinação do juiz Sérgio Moro, enquanto a Odebrecht faria de forma espontânea
Caso feche com o Ministério Público Federal um acordo de delação premiada para mais de 50 executivos, incluindo o ex-presidente Marcelo Odebrecht, a maior empreiteira do Brasil deverá fazer um pedido de desculpas público semelhante ao que fez a Andrade Gutierrez; esta última, porém, fez por determinação do juiz Sérgio Moro, enquanto a Odebrecht faria de forma espontânea (Foto: Gisele Federicce)

247 – Em processo de conclusão de um acordo de delação premiada com o Ministério Público Federal para mais de 50 executivos, incluindo o ex-presidente Marcelo Odebrecht, a maior empreiteira do Brasil deverá fazer um pedido de desculpas público semelhante ao que fez a Andrade Gutierrez.

Segundo o jornalista Matheus Leitão, do G1, a diferença, porém, é que a Odebrecht quer divulgar o texto, que está sendo elaborado, de forma espontânea, ao contrário da Andrade Gutierrez, que o fez por determinação do juiz Sérgio Moro, após o acordo de leniência ter sido homologado no âmbito da Lava Jato.

Ao vivo na TV 247 Youtube 247