Com diplomacia paralela, ministra da Agricultura contorna incompetência de Ernesto Araújo

A ministra da Agricultura, Tereza Cristina (DEM-MS), tem buscado contornar a incompetência da gestão do Ministério das Relações Exteriores chefiado por Ernesto Araújo, realizando uma espécie de "diplomacia paralela" para evitar conflitos com importantes parceiros comerciais do Brasil

Com diplomacia paralela, ministra da Agricultura contorna incompetência de Ernesto Araújo
Com diplomacia paralela, ministra da Agricultura contorna incompetência de Ernesto Araújo

247 - A ministra da Agricultura, Tereza Cristina (DEM-MS), tem buscado contornar a incompetência da gestão do Ministério das Relações Exteriores chefiado por Ernesto Araújo, realizando uma espécie de "diplomacia paralela" para evitar conflitos com importantes parceiros comerciais do Brasil.

Ciosa dos interesses do agronegócio e da bancada ruralista no Congresso, a ministra se empenha em preencher o vazio deixado pelo chefe do Itamaraty, que ao invés de defender os interesses nacionais concretos no mundo competitivo e globalizado, dedica-se a delírios ideológicos da orientação do guru do clã Bolsonaro, Olavo de Carvalho, ligando o país ao que há de mais reacionário na politica internacional.

Reportagem de Talita Marchao, do UOL, destaca que a ministra "tem desempenhado uma espécie de 'diplomacia paralela' em meio às crises criadas pelo Itamaraty, colocando-se como um canal do governo muito mais aberto ao diálogo e amenizando conflitos com países vitais para a balança comercial brasileira".

A reportagem relata que Tereza Cristina é a principal ponte junto aos países árabes e asiáticos.

E informa que a ministra esteve na China, onde preparou a visita ao gigante asiático do vice-presidente Hamilton Mourão que começa neste final de semana.

Anteriormente, - diz a reportagem - "Tereza Cristina já havia sido a responsável pelo convite para um jantar a embaixadores árabes no Brasil, em abril, dias depois de o presidente Jair Bolsonaro (PSL) retornar de uma viagem a Israel que irritou profundamente o mundo árabe".

Ao vivo na TV 247 Youtube 247