Com filas, espera para entrar no Bolsa Família chega a 10 meses

O governo Jair Bolsonaro alega falta de orçamento para colocar novas pessoas no Bolsa Família. O ministério da Cidadania afirmou que está sendo discutida a transferência de mais dinheiro para o programa

Cartão do Bolsa Família
Cartão do Bolsa Família (Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O programa Bols Família vem tendo redução na quantidade de famílias atendidas. As filas que estavam zeradas voltaram a existir. O governo alega falta de orçamento para colocar novas pessoas. A perspectiva é que haja aumento do orçamento para 2020, inicialmente previsto em R$ 30 bilhões, para inclusão de famílias e pagamento do 13° salário. 

O Ministério da Cidadania informou que o governo federal discute uma proposta de reformulação do programa, com a previsão de incremento dos recursos para o Bolsa Família. A pasta não cita prazos.

"Nos últimos meses, houve redução no número de inclusões de famílias, o que deve ser normalizado com a conclusão dos estudos de reformulação do Bolsa Família. O número de beneficiários a cada mês flutua mensalmente em virtude dos processos de inclusão, exclusão e manutenção de famílias", informa ele em entrevista ao Uol.

"A proposta de reformulação do programa que está sendo discutida pelo governo federal já prevê incremento dos recursos para o Bolsa Família", diz a pasta. 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247