Com Lava Jato sob suspeita, caso Lula volta ao STF

A luta jurídica pela libertação do ex-presidente Lula pode chegar a um momento decisivo nesta terça-feira (25); a Segunda Turma da corte vai julgar se as ações penais contra o ex-presidente devem ser anuladas devido às manipulações feitas pelo ex-juiz Sergio Moro no comando da Operação Lava Jato

Liberdade para Lula
Liberdade para Lula (Foto: Ricardo Stuckert)

A luta jurídica pela libertação do ex-presidente Lula pode chegar a um momento decisivo nesta terça-feira (25). 

A Segunda Turma da corte vai julgar se as ações penais contra o ex-presidente devem ser anuladas devido às manipulações feitas pelo ex-juiz Sergio Moro no comando da Operação Lava Jato.   

A divulgação das conversas entre Moro e os procuradores pelo site The Intercept demonstrou que o ex-juiz não se conduziu com imparcialidade. A condenação de Lula foi uma decisão arbitrária de Moro e, portanto, pode ser anulada pelo Supremo Tribunal Federal.   

Reportagem do jornal Folha de S.Paulo demonstra que o momento político é favorável à anulação das decisões da Lava Jato contra Lula.   

Se a tese da defesa de Lula for bem-sucedida, "o ex-presidente será solto e, a depender do teor da decisão dos ministros, os processos da Lava Jato contra Lula podem retroceder até mesmo para a fase de investigação", diz o jornal.

Conheça a TV 247

Mais de Brasil

Ao vivo na TV 247 Youtube 247