Começa a sexta campanha de Lula à presidência da república

O Partido dos Trabalhadores vai lançar uma plataforma online de arrecadação de doações para a campanha de Luiz Inácio Lula da Silva; apenas o nome de Lula será apresentado num primeiro momento e os outros candidatos terão suas próprias plataformas de arrecadação, informou um integrante da Executiva Nacional do partido; a direção da legenda já aprovou uma resolução destinando a maior parte dos recursos dos fundos eleitoral e partidário para a campanha do ex-presidente; será a sexta campanha de Lula à presidência da república e a oitava do PT (das quais, venceu quatro)

10 05 2017 Curitiba PR Brasil o ex presidente Luiz Inacio Lula da Silva durante Ato jornada pela democracia em Curitiba Fotos Ricardo Stuckert
10 05 2017 Curitiba PR Brasil o ex presidente Luiz Inacio Lula da Silva durante Ato jornada pela democracia em Curitiba Fotos Ricardo Stuckert (Foto: Gustavo Conde)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 – O Partido dos Trabalhadores vai lançar uma plataforma online de arrecadação de doações para a campanha de Luiz Inácio Lula da Silva. Apenas o nome de Lula será apresentado num primeiro momento e os outros candidatos terão suas próprias plataformas de arrecadação, informou um integrante da Executiva Nacional do partido. A direção da legenda já aprovou uma resolução destinando a maior parte dos recursos dos fundos eleitoral e partidário para a campanha do ex-presidente. Será a sexta campanha de Lula à presidência da república e a oitava do PT (das quais, venceu quatro).

“Entre o final de maio e início de junho, o partido programa mais um ato de "lançamento" da pré-candidatura do petista. A expectativa, desta vez, é apresentar uma síntese do programa de governo, que está sendo coordenado pelo ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad, com auxílio do economista Márcio Pochmann e do ex-deputado Renato Simões. A legenda pretende registrar a candidatura de Lula em agosto e manter o registro até decisão final da Justiça Eleitoral. Em evento nesta segunda-feira, integrantes do partido reforçaram a estratégia.

"Nosso candidato a presidente é o Lula e plano B é luta pra valer, não tem outra coisa", discursou o coordenador nacional do Movimento Sem Terra (MST), João Paulo Rodrigues. Setores da legenda chegaram a cogitar a ideia de lançar um nome para ser vice de Lula e herdar os votos do ex-presidente após uma impugnação. A cúpula da legenda, no entanto, resiste à proposta entendendo que a estratégia seria admitir uma alternativa a Lula.

Lei mais aqui.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email