Comissão Arns vê direitos humanos ‘agredidos’ na eleição

A Comissão Arns, lançada oficialmente na quarta-feira, 20, na Faculdade de Direito do Largo São Francisco, em São Paulo, entende que os direitos humanos foram "agredidos, distorcidos e atacados" no curso da campanha eleitoral de 2018; formada por 20 líderes políticos e acadêmicos sob o comando do ex-secretário de Direitos Humanos Paulo Sérgio Pinheiro, a Comissão foi criada para atuar em defesa dos direitos humanos, sem orientação partidária

Comissão Arns vê direitos humanos ‘agredidos’ na eleição
Comissão Arns vê direitos humanos ‘agredidos’ na eleição (Foto: Brasil247)

247 - A Comissão Arns, lançada oficialmente na quarta-feira, 20, na Faculdade de Direito do Largo São Francisco, em São Paulo, entende que os direitos humanos foram "agredidos, distorcidos e atacados" no curso da campanha eleitoral de 2018. Formada por 20 líderes políticos e acadêmicos sob o comando do ex-secretário de Direitos Humanos Paulo Sérgio Pinheiro, A Comissão foi criada para atuar em defesa dos direitos humanos, sem orientação partidária.

A reportagem do jornal O Estado de S. Paulo destaca a fala de José Gregori: "segundo José Gregori, ex-ministro da Justiça no governo de Fernando Henrique Cardoso e um dos integrantes do grupo, a ideia de fundar a comissão surgiu no final do ano passado, depois que 'os direitos humanos foram agredidos, distorcidos e atacados na campanha eleitoral'. Ele afirma que o grupo tem o propósito de ser apartidário. 'É possível que um membro seja adversário político de outro, mas desde que decidimos construir esse grupo, isso cessou'."

A matéria ainda explica que "Paulo Sérgio Pinheiro [o presidente da Comissão] afirmou que o colegiado não será de oposição ao governo, mas vai ficar alerta 'para eventuais retrocessos que possam acontecer'. Segundo ele, há um movimento global e também de 'terminar com políticas de Estado de direitos humanos', algo que o grupo planeja combater. 'A função principal da Comissão é defender essas políticas (de Estado de direitos humanos) sem fazer política'."

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247