Comissão do Congresso aprova convite para que Pazuello explique a não distribuição de testes contra a Covid-19

Requerimento para que o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, preste esclarecimentos sobre os motivos do governo federal não distribuir 6,86 milhões de testes foi apresentado pelo senador Wellington Fagundes

Ministro interino da Saúde, Eduardo Pazuello 09/06/2020
Ministro interino da Saúde, Eduardo Pazuello 09/06/2020 (Foto: REUTERS/Adriano Machado)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A comissão do Congresso que acompanha as ações de combate à pandemia do novo coronavírus aprovou um convite para que o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, preste esclarecimentos sobre os motivos do governo federal não distribuir e manter estocado um total de 6,86 milhões de testes para diagnosticar a Covid-19. O requerimento foi apresentado pelo senador Wellington Fagundes (PL-MT), mas sem a definição de uma data para que o ministro preste informações sobre o caso. 

De acordo com reportagem do jornal O Estado de S. Paulo, a comissão aprovou um segundo requerimento, apresentado pela senadora Eliziane Gama (Cidadania-MA) para que Pazuello esclareça a situação dos testes no país, as razões pelas quais os testes estocados e prestes a vencer ainda não foram distribuídos para estados e municípios, entre outras informações.   

Nesta segunda-feira (23), o Ministério Público junto ao Tribunal de Contas da União (TCU) pediu a abertura de uma investigação sobre os testes estocados e sobre o eventual prejuízo de R$ 290 milhões e “à prestação dos serviços públicos de saúde no Brasil decorrente do vencimento do prazo de validade de milhões de testes adquiridos pelo Ministério da Saúde para o diagnóstico do novo coronavírus”.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247