Comissão Interamericana de Direitos Humanos diz que Brasil falhou em proteger Jean Wyllys

"A Comissão Interamericana decretou uma medida cautelar para que o Estado tomasse medidas de proteção a favor de Jean e a resposta foi que ele já tinha medidas de proteção. Mas, eram exatamente essas medidas que o deputado indicava que eram insuficientes. Ele seguia recebendo ameaças", disse a relatora

Comissão Interamericana de Direitos Humanos diz que Brasil falhou em proteger Jean Wyllys
Comissão Interamericana de Direitos Humanos diz que Brasil falhou em proteger Jean Wyllys (Foto: LUIS MACEDO)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Em entrevista à BBC Brasil, a advogada chilena Antonia Urrejola Noguera, relatora especial do Brasil na Comissão Interamericana de Direitos Humanos, disse que o governo brasileiro não foi capaz de garantir segurança e condições básicas para que o deputado federal Jean Wyllys (Psol-RJ) pudesse exercer suas funções. Jean renunciou ao seu mandato por conta de ameaças de morte que recebe desde 2016.

Segundo Urrejola, a Comissão havia cobrado, por meio de medida cautelar, que o governo brasileiro oferecesse proteção ao parlamentar.

"A Comissão Interamericana decretou uma medida cautelar para que o Estado tomasse medidas de proteção a favor de Jean e a resposta foi que ele já tinha medidas de proteção. Mas, eram exatamente essas medidas que o deputado indicava que eram insuficientes. Ele seguia recebendo ameaças", disse a relatora.

Confira a íntegra da entrevista na BBC Brasil.

 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247