Como observador internacional, Barroso vê confusão nas eleições dos EUA, mas descarta fraude

Convidado a acompanhar as eleições americanas como observador, o ministro do STF Luís Roberto Barroso, presidente do TSE, descartou a possibilidade de fraudes na eleição presidencial dos EUA. "Não creio que tenha ocorrido fraude", disse

Ministro do STF Luís Roberto Barroso
Ministro do STF Luís Roberto Barroso (Foto: REUTERS/Adriano Machado)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Convidado a acompanhar as eleições americanas como observador, o ministro do Supremo Tribunal Federal Luís Roberto Barroso, presidente do Tribunal Superior Eleitora (TSE), descartou a possibilidade de fraudes na eleição presidencial dos Estados Unidos. Prevendo a derrota, o presidente Donald Trump ameaça ir ao Judiciário pedir a recontagem de votos.

"Não creio que tenha ocorrido fraude", disse o ministro à coluna de Josias de Souza. "Visitei locais de votação, vi o funcionamento do sistema. O que está trazendo confusão e guerra de versões é a possibilidade do voto antecipado, que existe aqui", disse.

De acordo com o ministro, "o que trouxe dificuldade maior foi essa possibilidade do voto antecipado e, sobretudo, pelo Correio". "Quando é uma eleição em que tem um claro vencedor, isso não se revela um problema. Mas numa eleição apertada, esses votos passam a fazer diferença", continuou.

"A sessão eleitoral abre uma semana antes, quatro ou cinco dias antes dependendo do estado. E as pessoas podem ir votando antecipadamente. Não é tudo concentrado num dia só. Além disso, as pessoas podem votar pelo Correio com regras diferentes nos vários estados. Em Maryland, por exemplo, onde estive, o eleitor pode votar pelo Correio até no dia da eleição. O que impossibilita você de fazer o cálculo dos votos no mesmo dia", acrescentou.

O candidato Joe Biden (Partido Democrata) conseguiu ao menos 264 votos do Colégio Eleitoral, contra 214 de Trump. A apuração dos votos continua indefinida em cinco estados americanos

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247