Confederações defendem pacto pela governabilidade

Em manifesto, a Ordem dos advogados do Brasil (OAB) e as Confederações Nacionais da Indústria (CNI), da Agricultura e Pecuária (CNA) e dos Transportes (CNT) se posicionam contra o impeachment a presidente Dilma Rousseff e a favor de um pacto de governabilidade; ato, estimulado por integrantes do governo, busca o apoio de mais oito entidades

Em manifesto, a Ordem dos advogados do Brasil (OAB) e as Confederações Nacionais da Indústria (CNI), da Agricultura e Pecuária (CNA) e dos Transportes (CNT) se posicionam contra o impeachment a presidente Dilma Rousseff e a favor de um pacto de governabilidade; ato, estimulado por integrantes do governo, busca o apoio de mais oito entidades
Em manifesto, a Ordem dos advogados do Brasil (OAB) e as Confederações Nacionais da Indústria (CNI), da Agricultura e Pecuária (CNA) e dos Transportes (CNT) se posicionam contra o impeachment a presidente Dilma Rousseff e a favor de um pacto de governabilidade; ato, estimulado por integrantes do governo, busca o apoio de mais oito entidades (Foto: Roberta Namour)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – A Ordem dos advogados do Brasil (OAB) e as Confederações Nacionais da Indústria (CNI), da Agricultura e Pecuária (CNA) e dos Transportes (CNT) preparam um manifesto contra o impeachment a presidente Dilma Rousseff e a favor de um pacto de governabilidade.

O ato, estimulado por integrantes do governo, busca o apoio de mais oito entidades.

No início do mês, o vice-presidente da República, Michel Temer, recebeu o apoio das entidades que representam a indústria em São Paulo e no Rio de Janeiro, Fiesp e Firjan, sobre sua proposta de união em busca de solucionar a crise política vivenciada pelo País, feita nesta quarta-feira.

"O momento é de responsabilidade, diálogo e ação para preservar a estabilidade institucional do Brasil. A situação política e econômica é a mais aguda dos últimos vinte anos. É vital que todas as forças políticas se convençam da necessidade de trabalhar em prol da sociedade", dizem os presidentes das entidades na nota.

Leia aqui reportagem de Raphael Di Cunto sobre o assunto.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email