Confronto entre detentos já deixou 57 mortos desde domingo em Manaus

Neste domingo 26, uma briga entre presos deixou 15 presidiários mortos no Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), no momento em que parentes faziam visitas; nesta segunda-feira, mais 42 presos foram encontrados mortos em outros presídios, segundo Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap), todos com indícios de morte por asfixia

Confronto entre detentos já deixou 57 mortos desde domingo em Manaus
Confronto entre detentos já deixou 57 mortos desde domingo em Manaus
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Após confrontos entre detentos em penitenciárias de Manaus, 57 presos morreram entre este domingo 26 e esta segunda-feira 27. No domingo, uma briga deixou 15 presidiários mortos no Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), no momento em que parentes faziam visitas. Hoje, mais 42 presos foram encontrados mortos em outros presídios.

Segundo Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap), todos apontam indícios de morte por asfixia. A pasta confirma mortes no Instituto Penal Antônio Trindade (Ipat), Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM 1), Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj) e Unidade Prisional do Puraquequara (UPP).

"Neste momento, a situação está controlada e os presos estão na tranca", informou a Secretaria.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247