Congresso quer criar CPI para se defender de ataques e ameaças virtuais

A exemplo do inquérito aberto pelo STF, o Parlamento está debatendo sobre a criação de uma CPI para investigar ataques virtuais. Calúnias, difamações, ameaças a membros do Congresso nacional e à instituição como um todo fazem parte, na época do bolsonarismo, do dia-a-dia das redes sociais

Congresso quer criar CPI para se defender de ataques e ameaças virtuais
Congresso quer criar CPI para se defender de ataques e ameaças virtuais (Foto: Saulo Cruz)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A exemplo do inquérito aberto pelo STF, o Parlamento está debatendo sobre a criação de uma CPI para investigar ataques virtuais. Calúnias, difamações, ameaças a membros do Congresso nacional e à instituição como um todo fazem parte, na época do bolsonarismo, do dia-a-dia das redes sociais.

O Congresso discute a criação de uma nova CPI de crimes cibernéticos que, a exemplo do inquérito do STF (Supremo Tribunal Federal), investigaria, entre outras coisas, ataques tanto ao tribunal quanto ao parlamento, informa a jornalista Mônica Bergamo em sua coluna na Folha de S.Paulo.

Se vingar, a comissão será mista, com deputados e senadores.

Os parlamentares, alinhados com magistrados do STF, argumentam que haveria no Brasil um ataque planejado e sistemático às instituições que precisa ser investigado e contido, informa a coluna.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247